Brevidade é conhecido como um gostoso e prático bolinho de polvilho, açúcar e ovos que é mais comumente feito por moradores do interior. Como seu nome já diz, eles são rápidos de serem feitos e também de serem consumidos! Já provou “brevidade”?

 

Todos nós já experimentamos algum momento de brevidade na vida. E este tipo ao qual me refiro é o que denota a este substantivo a qualidade de breve. Diz lá em Salmos 89:47, na primeira parte:” lembra-te de quão breves são os meus dias…”

 

Certa feita internou um jovem rapaz na unidade em que estava de plantão. Bonito e de apenas trinta anos de idade. Uma terrível descoberta diagnóstica revelara-se na admissão hospitalar. Seus dias, seriam breves dali por diante. Sua família pranteava pelo corredor, sem expectativa de algo melhor. Medo, lágrimas, olhar distante… Tudo isso eu vi naquele jovem. Procurei prestar um atendimento humanizado como sempre praticava com meus pacientes, longe de preconceitos sociais ou morais. Quando doentes, as pessoas passam apenas a ter um rótulo ou número de leito como dado estatístico.

 

Naquele mesmo dia aquele jovem fora transferido de setor e viera a falecer abruptamente. Família agora, enlutada e desolada pelo hospital.

Uma colaboradora da hotelaria me abordou e disse que ficara extremamente chocada com o ocorrido e que desejou falar-lhe de esperança em Deus, mas se conteve em fazê-lo…

Lamentava-se por isso…

 

Posso aplicar a palavra brevidade a essa situação. Não aproveitamos o simples instante que nos cerca muita das vezes.

 

Estamos aprendendo com essa palavra “brevidade”, que nossa vida é passageira nesta terra? Estamos preparados para o próximo instante?

 

Ou estamos seguros nos braços do Pai? Ainda que caiam os céus, estaremos em paz?Estamos deixando Deus participar de nossos planos?

 

E o ponto mais relevante nesta experiência: estamos aproveitando o momento ou estamos deixando pra depois?Procrastinando?

 

Não permita o depois em sua vida. Use o “agora” para consagrar-se a Deus e principalmente falar de Seu amor  e praticá-lo aos quais entrar em contato.

 

Escrito por: Fabiana Colimoide

Fabiana Colimoide

Comentários

Comentários