Quem gosta de histórias medievais, repletas de intrigas, traições, guerras por poder, não irá se arrepender de ler a série Crônicas de Gelo e Fogo de George R. R. Martin (Guerra dos Tronos, Editora Laya, 2010, 1112 páginas). A série já dominou as telinhas e conquistou diversos fãs, embora após a leitura do livro, adaptação das telinhas não se compara a história original que possui detalhes importantes para o desenvolvimento da trama e que foram cortados momentos muito interessantes.

A história se passa em um ambiente estável a princípio, embora esteja cercada por muros a fim de distanciar dos selvagens e “Os outros” (que muitos personagens acreditam que não existam mais, seres assustadores que estão mortos, porém se levantam a noite e devoram as pessoas), o reino de Robert Baratheon se mantém unido. Roberth tomou o trono de ferro de Aerys Targaryen, o Rei Louco, com o auxílio dos Lannisters e de seu amigo Eddard Stark, senhor do norte. Dos Targaryen restaram apenas dois jovens, Daenerys e Viserys que são temidos pelo rei de que conspiram para tomar o poder, porém não representam de fato um grande perigo, por hora.

Enjoado das bajulações de seus súditos e aliados, Robert convida Eddard para ser a Mão do Rei e propõe que seus filhos se casem quando atingirem a idade ideal para tal, este aceita apenas como pretexto de investigar a morte de Jon Arryn que ocupava o cargo anteriormente, o qual ambos eram amigos. Ao se instalar em Porto Real Eddard começa entender as intrigas, sente-se vigiado, percebe que Cersei Lannister , a Rainha, posiciona apenas membros de sua família para cargos de poder e Robert se encontra “cercado” pelos Lannisters, além disso Cersei esconde um segredo de Robert, segredo este que poderia colocar qualquer um em perigo. Sua falta de amor ao rei é visível e recíproca, porém Robert não consegue enxergar as verdadeiras intenções de Cersei.

Essa é uma daquelas séries para quem gosta muito de ler, além do livro possuir muitas páginas é uma trilogia de cinco livros e foi confirmada que haverá um sexto, ainda possuem rumores de que George pretende escrever até oito livros, em contrapartida é uma história em que a leitura se torna tão prazerosa á ponto de ansiar sempre pelo próximo capítulo, vale muito á pena se aventurar pelos “Sete Reinos”.

Escrito por: Daniella Santana

maxresdefault

Comentários

Comentários